block

O Agito Brasil está presente em 32 cidades no Brasil. Confira!

Cordinha - Agito Atibaia

Login
Entrar com sua conta no Agito
  1.  
  2.  
ou recuperar senha

Por que logar? Logado você pode participar de promoções, fazer comentários, compartilhar, recomendar, participar do Agito Live e muito mais.

Não é cadastrado? Cadastre-se!

Login

Para vincular sua conta da rede social você precisar ter o cadastro no Agito!

Mostrar a minha foto do perfil da rede social?
  1. Receber boletins me informando sobre os principais eventos da região.

Cordinha


"Poucas horas de sono. Alvoroço, esforço, dedicação, trabalho, suor e sorrisos. Abraços, vozes, risadas e compromissos. Planejamento, sentimento, arrepios, coração, eufemismos. Raiva, cansaço, choros, ódio, descontrole, egoísmo. Gritos, lágrimas, liberdade, produção, criatividade, alívio. Plenitude, vazio, insegurança, confiança. Um turbilhão de sentimentos e sensações que sempre acabam embaralhando mais do que esclarecendo algo na mente, no coração.

Recarregar as energias, e descarregá-las na hora certa. Calma, paciência, dedicação e segurança. Só se tem isso quando se sabe o que nos faz feliz. Achar o modo talvez seja o mais difícil, mas há de se conseguir, sempre. Todo mundo acha o seu caminho, faz o seu ninho e se conhece por completo. Com a mente aberta sempre a escutar, com o coração aberto sem se esquivar. É fato, e contra fatos não há argumentos.

Abrir mão de algumas coisas primordiais sempre fazem parte da caminhada rumo ao sonho maior. Pra abrir uma porta nova, sempre se fecha outra. Mudanças acontecem, e são necessários de tempos em tempos. O marasmo sempre prejudica o andamento dos sonhos, a realização dos objetivos. Muita cobrança também. Os dois lados da moeda são prejudiciais, e talvez o maior cansado seja o espiritual.

Perde-se a motivação, o tesão. A chama diminui a intensidade com o tempo. Mas com um pequeno assopro, ela se reascende. Balança, parece cair, mas fica lá, firme e forte – nem tanto. Enquanto houver lenha pra queimar, a vida tem um motivo pra continuar. O passado vira fumaça, a vontade vira faísca, e o medo vira cinzas. O cheiro degrada a roupa, mas renova a alma, a mente e o coração.

Questão de honra, vida ou morte, ser a caça ou o caçador. Não há razão pra viver se não há um sonho, um objetivo. Quem não sonha, não vive. Quem não corre atrás, não vive. Se o sonho vai dar certo ou não, é consequência. O destino está em nossas veias, em nossos corações. Não há porque ignorá-los. Senão, melhor nem acordar amanhã. Sonhos e objetivos são agada vida, e nossas atitudes funcionam como o acelerador do carro. O que dá mais problema é o motor – coração e mente. O coração aperta, chora, se desespera. A mente ignora, esquece, mente.

Mente é igual pára-quedas: se não abrir, não serve pra porra nenhuma."


Gabriel Cruz nasceu em 1986 em São Paulo, é músico e escritor, toca bateria há 15 anos, ukulele há 4 anos, começou a escrever em 2010 como uma forma de descarrego, e não parou mais. Em 2011, lançou seu primeiro livro, "Por Acaso", e prepara o segundo livro para lançamento em 2016.  
Comentários
 Não Existem Mensagens

Deixe um Comentário

Para enviar uma mensagem, você precisa estar cadastrado

Faça o . Ainda não é membro? Cadastre-se

As mensagens serão liberadas em alguns instantes, após revisão de nossos editores.